AS MAIS LIDAS DA SEMANA

AS MAIS LIDAS DA SEMANA
AS MAIS LIDAS DA SEMANA

quarta-feira, 21 de junho de 2017

NÃO VI, NÃO OUVI, NÃO FALEI! NADA SEI!

            O Brasil de hoje não irá eleger, para algum cargo público, um cidadão que exerce seu mandato sem tomar conhecimento do que passa nas estatais que estão em sua seara e ainda mais quando ela é uma empresa pública produtiva. Quando isso acontece, logo vem a imagem ou do desinteresse desse gestor político, ou o pouco caso que ele fez quando da escolha dos dirigentes dessas empresas, só vendo interesses políticos no empreguismo despótico, no empreguismo acordado com políticos “parceiros” ou finalmente no nepotismo.
            No primeiro caso verifica-se que esse, eleito pelo povo, nada tem para melhorar a situação das classes produtoras, pois a vaidade o encastelou e ele nem sabe a que veio através dos votos do povo. No segundo caso, o interesse em agradar seus camaradas irresponsáveis demonstra o egoísmo no tratar com a coisa pública, só pensando no que pode usufruir de seu mandato. “Nada sei”, é muito ruim essa forma de se justificar da má conduta em um dado cargo, pois ninguém jamais elegerá uma pessoa que é alheia a tudo o que se passa em sua gestão governamental. O “não vi, não escutei, não falei” é muito bom para tirar o corpo fora de acusações, mas é péssimo para colocar o corpo dentro em outras eleições! A falta de domínio das suas responsabilidades jamais será perdoada pelos eleitores. Principalmente quando esses desmandos vêm ao total prejuízo dos que produzem com honestidade, com vistas às concorrências fraudulentas e viciadas!
            Quando um empresário justifica o não pagamento de um imposto dizendo que não sabia que seu assessor contabilizou essa falha, o fisco não perdoa e o chama à responsabilidade. E aí, quando o chefe é político, na má gestão pública, com bens estatais vindos dos nossos impostos, nada? São meses e mais meses para se poder saber dos fatos verdadeiros que levaram àqueles desmandos acontecidos na gestão do acusado. Os direitos e deveres devem ser iguais para todos os brasileiros, temos que acabar com essas diferenças ou elas acabam com a nação brasileira. E surgirão várias línguas, várias leis e mais delinquentes!
            Fidelizaremos nossa conduta à nossa pátria se agirmos sempre com o pensar no todo e não só em nós mesmos. Nada se leva para o céu ou inferno e nada se traz para a Terra, para que haja tanto roubo descabido! 

quarta-feira, 14 de junho de 2017

ASIÁTICOS E O TERCEIRO SEXO

           
           Quando analisamos o sexo das pessoas através do mundo, verificamos que na região asiática existem, comparados com o resto do mundo, um grande número de pessoas hermafroditas. Essa característica sexual atende àqueles que possuem: um testículo, um pênis, uma vagina e um ovário, constituindo-se como o terceiro sexo e denominado de hermafrodita verdadeiro.
É natural dentre os hermafroditas existirem aqueles mais masculinizados e aqueles mais afeminados, com características mais masculinas e mais femininas, respectivamente. Normalmente, esses são aconselhados a intervenções cirúrgicas a fim de regularizarem o seu sexo ao mais adequado às suas características. Por muitos anos, esse fenômeno foi considerado uma doença; no entanto, eu considero uma característica genética tal qual é a homossexualidade, a síndrome de Down, o transsexualismo ou qualquer outra característica física ou mesmo mental de um ser vivo. Ninguém é igual no planeta. Simplesmente essas diferenças saltam aos olhos! Os mais regulares, então, querem obrigar essa minoria a ser assemelhada a eles e com isso os estigmatizam e apelidam de doentes como forma de segregá-los do meio comum.
            A justificativa do crescente número de pessoas afetadas com essas características genéticas certamente tem a ver com as condições ambientais dos lugares onde vivem. Acredito que os gases emanados pelos vulcões, e outros fenômenos que exalam tóxicos das camadas mais profundas da terra, são culpados por essas anomalias durante o processo do desenvolvimento do embrião no seio materno. Fácil de assim se justificar devido à abundância de vulcões nos locais onde essas pessoas acontecem de forma mais exacerbada. Não devemos esquecer que provavelmente a origem da grande maioria dos animais tenha sido a partir de um ser hermafrodita, particularmente os humanos por possuírem o peito sem a razão de ser, pois não produz leite; assim como a baixa de imunidade da mulher na gravidez. Leia nosso trabalho “Éramos todos hermafroditas”, disponível nas livrarias para maiores detalhes.
            É uma pena as pesquisas simplesmente diagnosticarem o porquê nas diferenças do desenvolvimento genético sem cuidar de o porquê dessas diferenças terem acontecido. Ou seja, cuidar dos efeitos dos transtornos sem cuidar de suas causas. É por isso que a medicina não se desenvolve eliminando as causas das doenças, mas simplesmente age substituindo ou corrigindo órgãos ou mantendo a vida através de paliativos.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

PT PROTESTA DEPOIMENTO DE LULA COM NEGAÇÕES

            Os petistas ficaram indignados com as respostas de Lula, desmentindo afirmações de seus camaradas nas delações premiadas, quando de seu depoimento junto ao juiz Sérgio Moro. Escrevi um artigo no passado no qual afirmava que a bandidagem é covarde e não morre de pé, pois bem, é isso que vemos. Diversos políticos e assessores públicos condenados têm se comprometido a utilizar-se da delação premiada para safar-se das penas estabelecidas nas condenações devidas aos comportamentos, como bandidos, durante esses últimos trinta anos e mais especificamente os mais recentes quinze anos.
            A conclusão a que chegamos é que, na verdade, não existe unidade entre os políticos que se agrupam em torno de um mesmo pensamento político ou ideológico. Todos sempre se cortejam com a finalidade única do bem-estar próprio que começa pelo enriquecimento ilícito. Na derrocada das massas políticas partidárias, o individualismo impera. Agora, cada um por si. E vem a bandalheira de políticos acusando políticos com mentiras e negações de suas próprias falhas sem se importar com qualquer dano que possa atingir seus correligionários.
            O envolvimento maior de políticos do PT nos desastres acontecidos na política brasileira é de se esperar, pela permanência do Partido dos Trabalhadores no poder por quase catorze anos. Essa leva de políticos, por força das investigações do Ministério Público Federal, tem sido levada a responder inquéritos e, em sua maioria, foram condenados pelos crimes cometidos, como por exemplo: formação de quadrilha, estelionato, lavagem de dinheiro, corrupção e organização criminosa. Como sempre acontece com os covardes, a sua grande maioria tem se utilizado da delação premiada para livrar o seu corpo, mesmo que nos depoimentos cometam outros crimes, tais como estelionato.
            Quando Lula contradiz os testemunhos de seus correligionários, deixa-os em polvorosa, pois seus depoimentos podem perder a sua validade como delação premiada. Daí a revolta dos petistas a respeito das negações do ex-presidente quando das citações pelo juiz Moro de questões obtidas nas delações premiadas.  

sexta-feira, 2 de junho de 2017

MAIS UMA VEZ A HOMOSSEXUALIDADE

             Na segunda semana de novembro de 2016, vem à tona o tema gênero e sexualidade. O fato abordado em defesa das formas de serem as pessoas sempre esbarra no conceito de que o comportamento em relação à sexualidade é uma forma de se adequar à escolha ou à opção sexual da pessoa. Essa forma de justificar a homossexualidade é terrível porque sugere que o ser humano tem o direito de escolher as suas características inatas ou pré-natais assim como escolhe uma profissão ou religião, por exemplo. Isso leva as pessoas que não tiveram a mesma “escolha” a se revoltarem com as características desse outro ser. Comparando com outra ocorrência como o homem e a mulher, imagine você de um dado sexo revoltar-se com uma pessoa do sexo oposto simplesmente por essa outra pessoa não ter o mesmo sexo que o seu! Ao nascer, você não escolhe o seu sexo físico do mesmo modo que não escolhe o encantamento de sua mente ou desejo por um homem ou uma mulher. Assim, vamos criar uma forma de interpretar a sexualidade das pessoas não como uma escolha pessoal mas sim como uma característica intrínseca ou inata da pessoa em questão.
            Existe no físico do ser humano, como em todos os outros elementos da natureza, uma proporção entre os componentes do todo ali analisado. Conforme a altura das pessoas, são definidos o tamanho dos braços e das pernas e outras partes que pertencem ao mesmo indivíduo. O pensamento, a vontade, a sensibilidade também guardam características compatíveis com o corpo físico. No entanto, quantas vezes não vemos desproporções no corpo físico de uma pessoa, como nos anões, com pernas desproporcionais a seu corpo? Ou nariz não compatível com o rosto? E tantos outros casos. Da mesma forma, um corpo feminino pode ser contemplado com uma mente masculina, incompatível com sua genitália. Isso não significa defeito, mas sim uma propriedade daquela criatura que, como cada uma que existe, tem sua “impressão digital diferenciada”. Impossível é “enxergar” a mente das pessoas e assim, sem o conhecimento da intimidade dos seres, querermos rotulá-los de “doentes” ou outra pecha qualquer por não compreendermos o seu comportamento. Essa dita minoria deveria ser parabenizada por exercerem seu papel diferenciado das ditas maiorias que muitas vezes escondem a homossexualidade com uma aparente revolta testemunhada na homofobia.
            A informação inata sempre levará cada ser a exercer sua função reprodutiva ou sua sexualidade, independente de alguma “aula” sobre como deve funcionar o seu sexo. Pois o respeito às formas ou características individuais permitirá aos menos regulares uma vida livre de preconceitos mortais, e os fará felizes dentro de suas características tão sadias como as de todos nós!

quarta-feira, 31 de maio de 2017

NOVAS RELAÇÕES AFETIVAS

            O grande problema dos relacionamentos entre casais é a forma de se portarem o macho e a fêmea. Falamos independentemente se o casal é homo ou hétero, pois sempre haverá uma mente feminina e uma mente masculina nessas relações afetivas que chamamos de casal. A figura que representa o macho terá sempre uma libido maior e estará sempre a fim de cumprir seu destino como inoculador a qualquer custo, pois suas características inatas clamam por essa forma de ser. O prazer nessa construção, que culmina na manutenção da espécie, não depende de penetração no cônjuge que pode ser uma outra fêmea ou outro macho, mas sim do acolhimento das carícias múltiplas emanadas do macho para o cônjuge.
Na heterossexualidade, a procura é uma característica masculina e o acolhimento uma característica feminina. Esse acolhimento feminino é muito fácil de acontecer quando a fêmea está no período fértil. Em outros períodos, nem sempre ocorre a aceitação do macho, como em outras espécies animais, e a frustação do racional inoculador pode levá-lo a uma nova relação que atenda à sua natureza mesmo que não aconteça de forma duradoura ou perene. Se procuro outros braços é porque não encontro os seus!
Eis a dificuldade na relação a dois. No caso de uma união homossexual feminina, a semelhança com a relação hétero é muito perceptível, pois o par da lésbica é uma mulher com todas as suas características cíclicas e, como tal, rejeita a sua companheira de mente masculina que estará sempre disposta a amar.
Para evitar os transtornos nessas relações, se faz necessária a aceitação pela mulher dos ímpetos sexuais de sua cônjuge. Assim, satisfazê-la sexualmente através de formatos que não necessitam de penetração é uma ótima saída para a convivência nas fases não férteis. A penetração é dolorosa nesse período por falta de lubrificação e por ser contra a natureza da procriação, pois a vulva fica altamente sensível, mesmo a contato.
No caso da relação homossexual masculina, a falta de ciclo hormonal facilita a relação que muito facilmente pode decorrer com mais tranquilidade. Ambos estão sempre à disposição um do outro e o gay (“homo passivo”) sempre cederá ao bissexual (“homo ativo”) pela própria natureza e pela dificuldade de encontrar outro cônjuge.

Devemos destacar nessas uniões: machos – homens(1), homens bissexuais(2) e gays(3); fêmeas – mulheres(4), mulheres bissexuais(5) e lésbicas(6). Pares: (1) com (4) ou (5); (2) com (3) ou (4) ou (5); (4) com (1); (5) com (1) ou (2) ou (6); (6) com (5). Aqui estão “as leis” que fundamentam a boa relação afetiva. Lembrem-se: nunca se neguem ao seu cônjuge, ele quer você!

terça-feira, 23 de maio de 2017

MAIS UM FRACASSO DO PT

              O PT passou uma semana convocando o povo para uma greve geral em 28 de abril de 2017 contra as “reformas trabalhistas e da previdência”. Na verdade, a não obrigatoriedade do recolhimento do imposto sindical (valor de um dia de salário de cada trabalhador brasileiro) foi o motivo desse protesto dos sindicatos que vai deixar de receber milhões graças à alteração da lei.
            O resultado é que ninguém aderiu à greve e simplesmente com o bloqueio de avenidas e obstrução do serviço dos transportes públicos cerceou-se a liberdade de ir e vir dos trabalhadores brasileiros que foram obrigados a ficarem em casa ou no meio do caminho para o trabalho. A não participação da população brasileira à greve geral, tão propagada pelo PT, mostrou o desgaste total dos adeptos de Lula e seus comandados.
            Incêndio a ônibus, depredações a lojas e a bancos no centro das capitais mostraram mais vandalismo do que um protesto por melhores condições para o país. O grande teste de popularidade e aceitação dos governos do PT deu como resultado uma péssima aceitação e um repúdio total aos formatos do fazer desses governantes.
            Com exceção das escolas, bancos e alguns serviços e comércio, todas as atividades aconteceram regularmente. Por uma questão de segurança e para evitar prejuízos, nos locais onde aconteceram as concentrações dos protestos, é que algumas lojas fecharam.
            Durante a noite desse dia 28, o Lula falou na TV propagando sua futura candidatura para algum cargo nas próximas eleições. Acredito que, pela pouca credibilidade que ele e seu partido têm agora, jamais ele seria candidato à presidência do Brasil, mas, pela soberba idiota, ele é capaz de sonhar com a República. Os políticos em geral e particularmente os da esquerda radical ainda sonham com “a falta de memória” do povo brasileiro do passado. Com o corte da obrigatoriedade do recolhimento do imposto sindical, os sindicatos ficarão sem o exagero de verbas que os conduziram a investir milhões em propaganda e pagamentos aos sem terra, aos sem teto e etc.
            Que venham as greves e protestos por uma vida melhor para os brasileiros e não esses arranjadinhos pagos pelos sindicatos com a alcunha de greve geral. O Brasil acordou e não temerá qualquer movimento vadio que busque o benefício só para uma minoria que já se alimentou por mais de trinta anos da produção dos brasileiros em impostos e outros bens. A mentira perniciosa acabou, todos agora conhecem os vilões da República Brasileira, e não temerão em deixá-los no ostracismo!